Cantiga de Esponsais - Machado de Assis

Cantiga de Esponsais

Machado de Assis

Sinopse:
Cantiga de Esponsais, conto de Machado de Assis, tem como tema principal a música, o ato da criação musical.

É narrado em 3ª pessoa e conta-nos a história de mestre Romão, músico conhecido no Rio de janeiro, nos idos de 1813. Seu comportamento, normalmente circunspecto e triste, transformava-se ao reger. Diante da orquestra, mestre Romão experimentava intensa alegria e satisfação.

Durante toda a vida, o mestre acalentou o sonho de ser um grande compositor, contudo faltava-lhe inspiração, apesar de ser exímio executor de peças alheias. Logo que casou, aliás, mestre Romão, começou a composição de uma peça - uma cantiga de esponsais, a qual, mesmo após a morte precoce da esposa, permaneceu inacabada.

Depois de uma apresentação na Igreja do Carmo, mestre Romão foi para casa, sentindo-se adoentado. Pediu a pai José, um preto velho com quem morava, que lhe buscasse remédios. De qualquer forma, mestre Romão pressentia que a sua vida estava no fim.

Isso fez com que ele retomasse sua antiga peça, numa ultima tentativa de concluí-la. Pediu que colocassem o cravo na sala do fundo por ser mais arejada. Dali, ele podia ver um jovem casal no parapeito da janela de uma casa próxima.

Sentou-se ao cravo e tentou repetidas vezes continuar a peça. Seus esforços, porém, foram inúteis. Desesperado rasgou as partituras. Nesse momento, ele ouviu a moça que, feliz na companhia do marido, entoava uma música jamais ouvida, inédita, “justamente e que mestre Romão procurara durante anos sem achar nunca.” Morreu decepcionado nessa mesma noite.

Sobre o Autor:
Biografia de Machado de Assis

Descrição do livro:
Páginas: 4
Gênero: Conto
Idioma: Português



Recomendações: