Centenas de Livros em Domínio Público

Confissões de uma Viúva Moça - Machado de Assis

Confissões de uma Viúva Moça - Machado de Assis

Confissões de uma Viúva Moça

Machado de Assis

Sinopse:
Confissões de uma viúva moça”, narrativa de Contos Fluminenses (1870) é um conto singular na obra machadiana, pois revela um dos poucos momentos em que o escritor utilizou-se de um narrador feminino. Eugênia, a jovem viúva do conto, escreve a uma amiga “confessando” seus deslizes amorosos quando casada.

Eugênia é uma viúva que há 2 anos deixou a corte para residir em Petrópolis. Antes de retornar, resolve escrever uma seqüência de 7 cartas, uma por semana, à sua amiga Carlota relatando o motivo de deixar a corte, com a promessa de 8 dias após a última carta ir se encontrar com a amiga.

Eugênia então conta como conheceu um homem, chamado Emílio, que tinha se tornado amigo de seu marido para frequentar a casa e cortejá-la. Emílio ia a reuniões em casa de Eugênia e seu marido, juntos frequentavam o teatro, faziam passeios, conquistando a confiança do marido, dos amigos e aos poucos conquistando o coração de Eugênia, que até então lutava com todas as forças da razão para não se apaixonar.
Quando se viu apaixonada, deixou-se levar pelas juras de amor e pela embriagues que esse sentimento novo lhe causava, dizia que nunca na vida tinha amado até aquele momento. Emílio chegou a propor que fugissem a fim de viver esse amor que era reprimido, o que assustou Eugênia, mas balançou seu coração.

Trecho do Livro:
Há dois anos tomei uma resolução singular: fui residir em Petrópolis em pleno mês de junho. Esta resolução abriu largo campo às conjecturas. Tu mesma nas cartas que me escreveste para aqui, deitaste o espírito a adivinhar e figuraste mil razões, cada qual mais absurda. A estas cartas, em que a tua solicitude traía a um tempo dous sentimentos, a afeição da amiga e a curiosidade de mulher, a essas cartas não respondi e nem podia responder. Não era oportuno abrir-te o meu coração nem desfiar-te a série de motivos que me arredou da corte, onde as óperas do Teatro Lírico, as tuas partidas e os serões familiares do primo Barros deviam distrair-me da recente viuvez. Esta circunstância de viuvez recente acreditavam muitos que fosse o único motivo da minha fuga. Era a versão menos equívoca. Deixei-a passar como todas as outras e conservei-me em Petrópolis. Logo no verão seguinte vieste com teu marido para cá, disposta a não voltar para a corte sem levar o segredo que eu teimava em não revelar. A palavra não fez mais do que a carta. Fui discreta como um túmulo, indecifrável como a Esfinge.
Depuseste as armas e partiste.

Descrição do livro:
Páginas: 19
Gênero: Conto
Idioma: Português


Recomendações:

Baixar, Livro, Grátis, eBook, PDF, ePub, mobi, Ler Online
  • baixar Machado de Assis
  • livro Confissões de uma Viúva Moça download grátis
  • Conto Confissões de uma Viúva Moça grátis em pdf
  • Confissões de uma Viúva Moça pdf
  • baixar Confissões de uma Viúva Moça pdf
  • Confissões de uma Viúva Moça baixar livro
  • download livro Confissões de uma Viúva Moça epub
  • baixar Confissões de uma Viúva Moça mobi grátis
  • Machado de Assis pdf
  • Machado de Assis download
  • Confissões de uma Viúva Moça ler online
  • Confissões de uma Viúva Moça O ler grátis

Formulário de contato (NÃO APAGAR)

Nome

E-mail *

Mensagem *

LivrariaPública

O site LivrariaPública, tem como objetivo compartilhar com seus usuários obras literárias brasileiras e estrangeiras em formato de texto que já estão em domínio público. Nosso conteúdo abrange uma enorme gama de autores e gêneros literários a fim de levar conhecimento para todos os tipos de leitores através da internet de um modo fácil, prático e legal, possibilitando o uso destas obras para fins didático e cultural.


Recentes