Inocência - Visconde de Taunay

Inocência - Visconde de Taunay

Inocência

Visconde de Taunay

Sinopse:
Meados do século XIX, província de Mato Grosso. Imagine uma história com cara de Romeu e Julieta. No papel de Romeu, um tal Cirino, moço de bom caráter que atua como médico nos confins do sertão. Como Julieta, a bela e simples Inocência. Acrescente o cenário rural, um fazendeiro rude e autoritário e um vilão. Tempere tudo com um naturalista alemão, especializado em insetos. Prepare-se para conhecer uma típica história do romantismo regional brasileiro, que, por meio da ficção, retrata os costumes e o comportamento do sertanejo – com direito a muita emoção, suspense e uma pitada de humor.

Sobre o Autor:
Visconde de Taunay (1843-1899) foi um escritor, militar e político do império brasileiro. Monarquista e grande admirador de D. Pedro II, com ele manteve uma longa correspondência quando o ex-imperador foi exilado do país.

Alfredo Maria Adriano d’Escragnolle Taunay nasceu em São Cristóvão, no Rio de Janeiro, no dia 22 de fevereiro de 1843. De família aristocrata, era filho de Felix Émile Taunay, um dos preceptores do Imperador e seu fiel amigo durante quarenta anos, e de Gabriela Hermínia d'Escragnolle Taunay, filha do conde d'Escragnolle. Seu avô, o pintor Nicolas Antoine Taunay, veio para o Brasil com a Missão Francesa, em 1816.

Visconde de Taunay estudou no Colégio Pedro II, onde em 1858 concluiu o curso de Humanidades. Em 1861 ingressou no Exército Imperial, no 4º batalhão de Artilharia. Em 1863 formou-se em Ciências Físicas e Matemática na Escola Militar. Em 1864 casou-se com Cristina Teixeira Leite, filha do Barão de Vassouras.  Ingressou no curso de Engenharia Militar. Com a eclosão da Guerra do Paraguai (1864-1870), em 1865, Taunay foi incorporado à Comissão de Engenheiros, anexa ao Corpo Expedicionário que seguiu para a província de Mato Grosso, que havia sido invadida pelas tropas de Solano López.

Em 1871, Visconde de Taunay publica "A Retirada da Laguna", onde em uma narrativa forte, e dramática, evidencia os problemas militares, o sofrimento dos combatentes e o nacionalismo durante os anos na guerra. Terminado o curso de Engenharia, passa a lecionar História, Línguas, Mineralogia, Biologia e Botânica no Colégio Militar.

Descrição do livro:
Páginas: 71
Gênero: Ficção
Idioma: Português



Recomendações: