Os Lusíadas - Luís Vaz de Camões

Os Lusíadas - Luís Vaz de Camões

Os Lusíadas

Luís Vaz de Camões

Sinopse:
Publicado em 1572, este marco do Classicismo de Portugal enaltece, em dez cantos, a coragem do povo português ao desbravar o oceano Atlântico a fim de encontrar uma nova rota para as Índias. Em Os Lusíadas, os navegadores não sofrem apenas com as agruras de viajar pelo inexplorado, mas também com os planos dos deuses mitológicos Baco e Netuno que não admitem que a empreitada lusitana tenha sucesso. Mas suas artimanhas são frequentemente fracassadas graças a Vênus e Marte, ferrenhos defensores dos navegantes. Misturando história e mitologia, Luís Vaz de Camões criou um dos mais importantes épicos da poesia portuguesa.

Os Lusíadas é uma obra poética do escritor Luís Vaz de Camões, considerada a epopeia portuguesa por excelência. Provavelmente concluída em 1556, foi publicada pela primeira vez em 1572 no período literário do classicismo, três anos após o regresso do autor do Oriente.
A obra é composta de dez cantos, 1.102 estrofes e 8.816 versos que são oitavas decassílabas, sujeitas ao esquema rímico fixo AB AB AB CC – oitava rima camoniana. A ação central é a descoberta do caminho marítimo para a Índia por Vasco da Gama, à volta da qual se vão descrevendo outros episódios da história de Portugal, glorificando o povo português.

Sobre o Autor:
Considerado um dos maiores poetas portugueses, Camões frequentou o curso de Artes em Coimbra. Apesar da sólida formação, o escritor não teve uma trajetória similar à dos homens das letras da época. Na juventude, integrou tanto os centros aristocráticos quanto a boemia lisboeta. Obteve prestígio no meio literário apenas em 1572, após a publicação deste célebre poema épico.

Descrição do livro:
Páginas: 160
Gênero: Poesia
Idioma: Português



Recomendações: