A Cidade do Sol - Tommaso Campanella

A Cidade do Sol - Tommaso Campanella

A Cidade do Sol

Tommaso Campanella

Sinopse:
Esta obra constrói, através de um diálogo entre interlocutores, a imagem de como seria a cidade ideal na visão do autor. Nesta cidade quem manda é um chefe espiritual e temporal chamado Sol assistido por três príncipes: Poder, Sabedoria e Amor. O autor tece seus comentários sobre a cidadania, leis, saúde, governo, guerras, educação, política, família, hábitos alimentares, arte de navegar, modos de vida e sobre o dia a dia nesta cidade ideal que se situa no inconsciente de nossa civilização.

As idéias do dominicano Tommaso Campanella conhecido sobretudo por sua obra A cidade do Sol (La Cittá del Sole) de 1602 refletiam a tentativa comum no fim do Renascimento de conciliar os dogmas cristão com as novas concepções e religiosas. Suas teorias mostraram influência do materialismo de Demócrito do animismo neoplatônico e do anti-dogmatismo de Giordano Bruno. Antecipando-se ao pensamento de Descartes sustentou que toda verdade deve basear-se na experiência individual e consciente. Campanella passou vinte e sete anos de sua vida na prisão acusado de heresia. Foi nessa época que escreveu a maior parte de suas obras inclusive A Cidade do Sol. A Cidade do Sol é uma obra-prima da literatura universal. Está no mesmo plano da Utopia de ThomasMore e da República de Platão.

Descrição do livro:
Páginas: 48
Gênero: Filosofia
Idioma: Português



Recomendações: