Antígonas - Sófocles

Antigonas - Sófocles

Antígonas

Sófocles

Sinopse:
Quem foi Antígona? Filha de Édipo – aquele que sem conhecê-los, matou o pai e casou-se com a própria mãe, tornando-se rei de Tebas. Mas ser filha dele (e, portanto, também sua irmã) significa mais do que isto. Na arte de Sófocles, o destino ultrapassou os limites da vida de Édipo, trazendo conseqüências para a de sua filha Antígona e os irmãos. A jovem, aqui, enfrenta sozinha o tirano Creonte, e torna-se o elo principal do desencadeamento do destino, dirigido contra o rei por sua própria inconseqüência. "A vida é curta e um erro traz um erro. Desafiado o destino, depois tudo é destino", diz o coro. É também o destino de toda a cidade o que se engendra entre os dois oponentes, entre a dignidade e o medo. "Se alguém perguntar quem foi Antígona", que respondam: "foi aquela que morreu antes de Tebas". A coragem de assumir o destino.

Sobre o Autor:
Sófocles (496 - 406 a.C.), além de ser o autor de uma grande obra, escreveu 123 peças, sendo o mais clássico e o mais difícil dos autores gregos. Rival de Ésquilo e Eurípides, conheceu e manteve o sucesso por mais de sessenta anos. De toda a sua obra restam apenas sete tragédias completas, das quais duas datadas com absoluta segurança.

Descrição do livro:
Páginas: 20
Gênero: Literatura
Idioma: Espanhol



Recomendações: