Eurico, o Presbítero - Alexandre Herculano

Eurico, o Presbítero - Alexandre Herculano

Eurico, o Presbítero

Alexandre Herculano

Sinopse:
Ícone da literatura romântica portuguesa, Alexandre Herculano criou uma narrativa épica em Eurico, o presbítero (1844). Transportando o leitor à Península Ibérica do século VIII, tomada pelos árabes e povoada por nobres e bravos cavaleiros que tentam defender sua terra, conhecemos o conto trágico de Eurico e Hermengarda. Como um romance de cavalaria romântico, Eurico, o presbítero apresenta a idealização da mulher, a figura do herói, o espírito nacionalista, o idealismo platônico, a presença da natureza e várias desilusões amorosas; características que certamente agradarão aos leitores contemporâneos.

Romance histórico da autoria de Alexandre Herculano de que foram publicados alguns fragmentos nas revistas O Panorama e Revista Universal Lisbonense, editado em volume em 1844. Tomando como cenário a época de dissolução moral e política do fim da monarquia visigótica na Península Ibérica, o autor aborda o problema ético-religioso do celibato, através da personagem central de Eurico, antigo gardingo tornado presbítero de Carteia por causa do amor impossível por Hermengarda, a nobre irmã de Pelágio, autor de hinos inspirados por Deus e pela Pátria. Quando a sua pátria e a sua religião se veem ameaçadas, Eurico repõe as vestes de guerreiro e transforma-se no Cavaleiro Negro, combatendo heroicamente os árabes. No fim, tendo reencontrado Hermengarda, mas ciente de que o seu amor é sacrílego, vai procurar a morte na batalha contra os invasores, enquanto a sua amada enlouquece. Na figura extraordinária do protagonista, na expressão do pessimismo social, na exaltação patriótica, no ascetismo profético, a obra espelha bem a idiossincrasia romântica do seu autor. Eurico, o Presbítero, que o próprio Herculano considerou uma "crónica-poema, lenda ou o que quer que seja", apresenta-se eivada mais de efabulação poética do que propriamente romanesca, constituindo, assim, uma obra única do romantismo português.

Descrição do livro:
Páginas: 106
Gênero: Ficção
Idioma: Português



Recomendações: