A relíquia - José Maria Eça de Queirós

A Relíquia

José Maria Eça de Queirós

Sinopse:
 A relíquia é um romance realista, publicado pela primeira vez em 1887. Nesta obra, Eça de Queirós coloca em questão a religiosidade de um país profundamente católico, como lhe parecia Portugal. O bacharel Teodorico Raposo, para cair nas graças de sua rica tia Maria do Patrocínio, passa a fingir uma grande devoção religiosa que encobre sua vida libertina. Dessa forma, pretende satisfazer às carolices da tia e obter sua herança. Uma inesperada viagem à terra santa de Jerusalém, entretanto, trará uma reviravolta aos planos de Teodorico. Autor de Os maias, O primo Basílio e O crime do padre Amaro, entre outros clássicos da literatura portuguesa, Eça compôs em A relíquia uma obra polêmica, de forte crítica social, e ainda assim recheada de humor.

Sobre o Autor:
José Maria de Eça de Queirós é um dos mais importantes escritores portugueses. Seus primeiros trabalhos lançados na revista Gazeta de Portugal foram organizados em um livro publicado postumamente com o título de Prosas bárbaras. Licenciado em Direito, exerceu a advocacia e o jornalismo. Foi diretor do periódico O Distrito de Évora e colaborou em diversas outras publicações. Ingressou na administração pública e, enquanto permaneceu na cidade, escreveu a sua primeira novela realista, O crime do padre Amaro, lançada em 1875. Em 1873 foi nomeado cônsul de Portugal em Havana. É autor de romances de reconhecida importância, entre eles, O crime do padre Amaro, A ilustre casa de Ramires, O primo Basílio, O mandarim, A relíquia, Os maias, Correspondência de Fradique Mendes, A capital, entre outros. Seus trabalhos foram traduzidos em aproximadamente vinte idiomas. Morreu em agosto de 1900 em sua casa, em Neuilly-sur-Seine, perto de Paris.

Descrição do livro:
Páginas: 142
Gênero: Romance
Idioma: Português



Recomendações: