D. Paula - Machado de Assis

D. Paula - Machado de Assis

D. Paula

Machado de Assis

Trecho:
"Não era possível chegar mais a ponto. D. Paula entrou na sala exatamente quando a sobrinha enxugava os olhos cansados de chorar. Compreende-se o assombro da tia. Entender-se-á também o da sobrinha, em se sabendo que D. Paula
vive no alto da Tijuca, donde raras vezes desce; a última foi pelo Natal passado, e estamos em maio de 1882. Desceu ontem, à tarde, e foi para casa da irmã, Rua do Lavradio. Hoje, tão depressa almoçou, vestiu-se e correu a visitar a sobrinha. A primeira escrava que a viu, quis ir avisar a senhora, mas D. Paula ordenou-lhe que não, e foi pé ante pé, muito devagar, para impedir o rumor das saias, abriu a porta da sala de visitas, e entrou.
— Que é isto? — exclamou.
Venancinha atirou-se-lhe aos braços, as lágrimas vieram-lhe de novo. A tia beijou-a muito, abraçou-a, disse-lhe palavras de conforto e pediu, e quis que lhe contasse o que era, se alguma doença, ou...
— Antes fosse uma doença! Antes fosse a morte! — interrompeu a moça.
— Não digas tolices; mas que foi? Anda, que foi?"
[...]

Sobre o Autor:
Biografia de Machado de Assis

Descrição do livro:
Páginas: 7
Gênero: Conto
Idioma: Português



Recomendações: