Fatores de risco para infecção por Acinetobacter baumannii em pacientes internados em unidade de terapia intensiva

Fatores de risco para infecção por Acinetobacter baumannii em

 pacientes internados em unidade de terapia intensiva

Franciele De Medeiros Yabumoto

Sinopse:
O Acinetobacter baumannii é patógeno gram-negativo de maior ocorrência em unidade de terapia intensiva; colonizando pacientes e a própria equipe de saúde; está associado a infecções hospitalares; tais como: septicemia; meningite; infecções do trato urinário e predominantemente pneumonias; transmitidas principalmente através da transmissão cruzada. Foi realizada uma análise prospectiva de todos os casos de infecções hospitalares ocorridos em unidade de terapia intensiva de um hospital universitário terciário de referência no ano de 2008. Ocorreram 108 casos de infecções hospitalares no período em estudo dos quais 78;7% corresponderam a infecções por A. baumannii e que apresentaram perfis de sensibilidade classificados como sensíveis; multi-resistentes ou pan-resistentes. Os fatores de risco envolvidos nas infecções hospitalares por A. baumannii compreenderam: o número de dias de internamento na UTI antes do diagnóstico de infecção; a utilização de procedimentos invasivos prévios e o tempo de permanência com os mesmos; as fontes de cultura positiva; a utilização de antibioticoterapia prévia; o perfil de sensibilidade dos isolados de A. baumannii; a realização de procedimento cirúrgico prévio; o diagnóstico de internamento; a presença de co-morbidade e o índice APACHE II. Os resultados encontrados acrescentaram importantes contribuições aos conhecimentos sobre as infecções hospitalares por A. baumannii para o hospital em estudo; não revelando uma única fonte responsável pelas contaminações; estando relacionada às condições do paciente; a resistência bacteriana e principalmente a transmissão cruzada entre equipe de saúde e o paciente.

Descrição do livro:
Páginas: 107
Gênero: Microbiologia
Idioma: Português



Recomendações: