Cruéis, vis e ordinários - Al Gomes

Cruéis, vis e ordinários - Al Gomes

Veja a descrição:

  • Título: Cruéis, vis e ordinários
  • Autor: Al Gomes
  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 2141 KB
  • Número de páginas: 253 páginas
  • Editora: Al Gomes; Edição: 2 (11 de abril de 2018)
  • Vendido por: Amazon Serviços de Varejo do Brasil Ltda

Sinopse do livro:

O cineasta independente Marcelo Braga recebe de Tide, um misterioso empresário, um proposta: ele irá financiar a produção do seu novo filme com a condição de que a modelo-manequim Monique Rimel seja a protagonista - e não Clara, atriz consagrada e com quem Marcelo é casado há mais de dez anos. A proposta era indecorosa, mas não tanto quanto irrecusável.
Para um homem como Tide, os negócios não podem parar, e o filme começa a rodar antes mesmo de Marcelo se dar conta das consequências e intenções dessa proposta inesperada. Após um tumultuado dia de gravação numa favela carioca, Marcelo acompanha Monique até a sua casa, e os dois vivem uma noite intensa e alucinada. Ao voltar a si, angustiado e arrependido, ele aproveita o sono pesado que ela dormia para ir embora, numa frágil tentativa de fugir do que aconteceu. Tarde demais, no entanto. Não demora até que o cineasta seja informado de que Monique foi assassinada e ele é o principal suspeito. Daquela noite fatídica, porém, Marcelo afirma não conseguir se lembrar de quase nada. Apenas o suficiente para garantir que não matou ninguém.
E nesse momento, enquanto a vida do diretor embarca numa situação kafkiana, o leitor assume o papel de detetive, num caso instigante que se desenrola da maneiro menos lícita e mais escusa possível. Al Gomes apresenta uma sociedade desgovernada e corrupta, na qual tudo pode acontecer. Em Cruéis, Vis e Ordinários vemos um Rio de Janeiro festivo e glamuroso encobrindo um estado anárquico, governado exclusivamente de acordo com o interesse de alguns.
Al Gomes acertou em cheio em seu mais novo romance, que entretém o leitor do início ao fim, sem poupa-lo em momento algum. A começar pelo título - que cumpre muito bem sua função ao identificar e individualizar a obra e os personagens que a constroem de maneira tão pertinente - , o autor não dá ponto sem nó. Alia ao mistério uma boa dose de ironia e sarcasmo, e elabora uma narrativa policial perfeitamente estruturada que, infelizmente, bem podia ser um retrato dos nossos tempos.

Leia a amostra do livro gratuitamente!

Gostou da leitura?
Então considere adquirir este livro!

Comentários de leitores

0 Comentários