Psiquismo digital: Sociedade, cultura e subjetividade na era da comunicação digital

Psiquismo digital: Sociedade, cultura e subjetividade na era da comunicação digital

Veja a descrição:

  • Título: Psiquismo digital: Sociedade, cultura e subjetividade na era da comunicação digital
  • Autor: Celso Candido Azambuja
  • Formato: eBook Kindle
  • Tamanho do arquivo: 266 KB
  • Número de páginas: 136 páginas
  • Vendido por: Amazon Serviços de Varejo do Brasil Ltda
  • Idioma: Português

Sinopse do livro:

Estamos diante de um novo tempo e habitat do espírito. O lugar deste novo habitat do espírito é o complexo das redes digitais, o ciberespaço; o tempo é o das interconexões globais à velocidade da luz. Trata-se da emergência do ‘nous’ digital.
A civilização planetária está realizando um mergulho total e sem volta neste novo espaço-tempo. Mergulho cujas consequências e efeitos são extraordinários e, muitas vezes, desestabilizadores dos modos de ser, viver e perceber o mundo até então hegemônicos.
Em livro anterior, ‘A República digital’, procurou-se problematizar as relações entre técnica e poder, entre o ciberespaço e o exercício do poder, buscando explicitamente visualizar os efeitos políticos e as possibilidades republicanas emergentes destas relações. No presente livro, que deve ser considerado como uma complementação daquele, os ensaios cuja maioria já foi publicada problematizam os efeitos e as mutações emergentes no âmbito da ‘noosfera’, ou seja, da cultura, da comunicação, da ‘paideia’ e mesmo da filosofia, como disciplina própria do ‘nous’.
Os efeitos e as transformações são verdadeiramente espantosos e precisam ser compreendidos em toda sua complexidade e grandeza.
É impossível não perceber as mutações que vão se processando nas subjetividades contemporâneas, nos seus modos de expressão e apropriação discursiva da existência se comparados aos processos de formação, antes hegemonizados pela instituição escolar e pela televisão. É impossível não perceber a distância entre uma filosofia e uma ciência fundadas técnica e
epistemologicamente no horizonte do texto escrito impresso diante daquelas do hipertexto digital.
O pensamento até então preso aos limites do papel impresso torna-se impulso eletrônico distribuído e compartilhado globalmente à velocidade da luz. Ao mesmo tempo, os novos perfis subjetivos emergentes são cada vez mais polifônicos e o antes estritamente público transforma-se em ambiente privado e o então mundo privado torna-se também público, transformando as noções de si mesmo, de público e privado herdadas pela psicologia e pelo direito moderno.
Por sua vez, a educação virtual avança para se transformar na forma própria da educação do futuro, na qual todos, de alguma forma, estarão conectados. Tudo é educação, Michel Serres já o percebera bem. Tudo depende dos fatores produtivos e existenciais ligados ao conhecimento, à criatividade e aos processos de formação.
Em uma sociedade complexa altamente competitiva, a educação deve estar presente em todos os lugares e ao alcance da mão a qualquer hora e não mais restritas aos estabelecimentos escolares e campus universitários, mas também nos computadores, televisores, celulares, ‘tablets’, etc. Falamos aqui de educação no sentido da ‘paideia’ grega, ou seja, como formação global, espiritual, pessoal e socioprofissional, reconhecendo-se o fato de que precisamente estas duas dimensões tornam-se cada vez mais inseparáveis em largos e nos mais importantes campos da produção econômica e do intercâmbio social.

Leia a amostra do livro gratuitamente!

Gostou da leitura?
Então considere adquirir este livro!

Comentários de leitores

0 Comentários