Fábula 'A Cotovia e o Fazendeiro', de Esopo

A Cotovia e o Fazendeiro 

Esopo 

Uma cotovia aninhada em um campo de milho, estava criando sua ninhada debaixo de uma planta que estava amadurecendo. Um dia, antes dos milhos estarem completamente maduros, o fazendeiro veio ver a colheita, achando-a amarelada, rapidamente disse:

- "Vou pedir um favor aos meus vizinhos para me ajudarem a colher este campo."

Uma das cotovias jovens ouviu e ficou muito assustado, perguntou à sua mãe se não seria melhor mudarem logo de casa. Respondeu a cotovia mais velha:

- "Não há pressa, um homem que busca os seus amigos por ajuda vai demorar para fazê-lo."

Em poucos dias o fazendeiro voltou a aparecer, viu que o milho estava muito maduro e começou a cair espigas no chão. Disse o fazendeiro:

- "Não posso adiar mais, neste mesmo dia vou contratar os homens e colocá-los para trabalhar imediatamente."

A cotovia mais velha ouviu e disse:

"Venham meus filhos, temos que ir embora, ele já não fala dos seus amigos, vai resolver as coisas com as suas próprias mãos."

Moral da história: A autoajuda é a melhor ajuda.

Postar um comentário

0 Comentários