Fábula 'A Águia e a Flecha', de Esopo

A Águia e a Flecha 

Esopo 

Uma águia sentou-se empoleirada numa rocha alta, mantendo um olhar aguçado para a presa. Um caçador, escondido numa fenda da montanha e à espreita da caça, espiou-o e disparou uma flecha contra ele. A flecha atingiu-o no peito e furou-o por completo.

Deitado na agonia da morte, ele virou seus olhos para a flecha, gritou ele:

- "Ah! Que destino cruel ao morrer assim, mais cruel ainda é que a flecha que me mata é alada com penas de uma águia."

Moral da história: Damos aos inimigos os meios para a nossa própria ruína.

Postar um comentário

0 Comentários