Fábula 'A Corça e Sua Mãe', de Esopo

A Corça e Sua Mãe 

Esopo 

Uma corça disse ao seu filhote:

"Meu filhote, agora está bem crescido e forte, a natureza te deu um corpo musculoso e um forte par de chifres, não consigo pensar por que é tão covarde a ponto de fugires dos cachorros de caça."

Ambos ouviram o som de uma matilha em pleno berro, mas a uma distância considerável. Disse a mãe:

- "Você fica aqui. Não se preocupe comigo."

Com isso ela fugiu o mais rápido que suas pernas podiam carregá-la.

Moral da história: Os covardes são corajosos quando não há perigo.

Postar um comentário

0 Comentários