Fábula 'A Gralha-preta e o Cisne', de Esopo

A Gralha-preta e o Cisne 

Esopo 

Uma gralha-preta ficou cheio de inveja ao ver a bela plumagem branca de um cisne, pensou que isso se devia à água em que o cisne tomava banho constantemente e nadava.

Então ele deixou a vizinhança dos altares, onde ganhava a vida pegando pedaços de carne oferecidas em sacrifício, foi morar entre as lagoas e riachos.

Mas apesar de tomar banho e lavar as penas muitas vezes ao dia, elas não se tornaram mais brancas, até que finalmente, morreu de fome no local.

Moral da história: Você pode mudar os seus hábitos, mas não a sua natureza.

Postar um comentário

0 Comentários