Fábula 'A Gralha-preta e o Jarro', de Esopo

A Gralha-preta e o Jarro 

Esopo 

Uma gralha-preta sedenta encontrou um jarro com pouca água, como havia pouco, não foi possível beber com o seu bico. Aparentemente ele iria morrer de sede, mesmo a água estando perto. No entanto, a gralha-preta pensou em um plano inteligente, pegou alguns seixos na boca e jogou dentro do jarro, a cada seixo que a gralha-preta jogava, a água subia mais, até que finalmente a água alcançou a borda do jarro, dessa forma o pássaro foi capaz de matar a sua sede.

Moral da história: A necessidade é a mãe da invenção.

Postar um comentário

0 Comentários