Fábula 'A Mulher Idosa e o Médico', de Esopo

A Mulher Idosa e o Médico 

Esopo 

Uma mulher idosa estava quase cega por causa de uma doença nos olhos, após consultar o médico, fez um acordo com ele na presença de testemunhas para que ela pagasse uma taxa alta se ele a curasse, mas caso não conseguisse curar, então não pagaria nada.

O médico visitava a sua paciente todos os dias em sua casa para realizar o tratamento, mas sempre roubava algum artigo da sua casa. Em sua última visita, o médico curou a doença que estava impedindo a sua paciente de enxergar, mas quando a idosa viu a sua casa, disse:

- "Cadê as minhas coisas? A minha casa está praticamente vazia."

A idosa se recusou a pagar a taxa que haviam combinado, o médico insistiu para que a senhora pagasse, mas como não conseguiu, resolveu processar perante os magistrados para que ela pagasse a dívida.

No tribunal, a idosa disse:

- "Eu prometi pagar o médico se ele conseguisse me curar e o médico prometeu não me cobrar caso ele falhasse."

A idosa continuou:

- "O médico diz que eu estou curada, mas eu digo que a minha condição piorou, porque antes eu conseguia ver bem o suficiente para saber que a minha casa tinha uma certa quantidade de móveis e outras coisas, mas agora não consigo ver nada."

Moral da história: As más ações anulam as boas ações.

Postar um comentário

0 Comentários